Festivala Internacional de Bonito 2014

 
 

BONITO

Eleito como melhor destino ecoturístico por mais de 10 anos seguidos e de Maior Turismo Responsável do Mundo, Bonito surpreende por sua beleza natural, seus rios de águas cristalinas repletos de peixes, suas grutas e cachoeiras, atraindo e encantando visitantes do mundo todo.

E para deixar o clima ainda mais irresistível, a cidade vai mergulhar na cultura e arte de 30 de julho a 3 agosto no XV Festival de Inverno de Bonito, um dos maiores do Centro-Oeste.

O FESTIVAL

Em Bonito as artes fluem de cada canto transformando a simplicidade da vida em um harmonioso espetáculo. Nesta edição, Bonito vai receber as mais variadas expressões artísticas, com shows nacionais imperdíveis, grupos regionais, teatro, dança, artes plásticas, cinema, circo, artesanato e muito mais.

Como nos anos anteriores, o evento contará com grande estrutura como a Grande Tenda de shows com 2 palcos, túnel cenográfico, espaço cênico e recursos de projeção mapeada, além de instalações, pavilhão de artesanato e Mostra de Design e Moda de Mato Grosso do Sul. Venha e deixe-se levar.

HOMENAGEM AO RIO FORMOSO

É de encher os olhos e a alma. Este ano, o grande homenageado é o Rio Formoso, que inspira toda a beleza de Bonito. Formoso pela serenidade de suas águas cristalinas, pela flora e fauna que abriga e alimenta, pelas histórias que tem para contar e pelos encantos que oferece a quem o visita. Nessa época, torna-se ainda mais Formoso pela arte que navega em suas águas, que inspira beleza e deixa a cultura fluir.

 

PROGRAMAÇÃO

DIA 30/07 QUARTA-FEIRA

18h – programação de boas-vindas a Bonito (a confirmar)

Palco Fala Bonito
Local: Praça da Liberdade.
19h - Cerimônia oficial de Abertura / Homenagens / Queima de Fogos.
20h - Show – Delinha.
21h – Show – Perla.

Pavilhão das Artes
Local: Praça da Liberdade.
Das 20h às 22h - Abertura da exposição e venda de artesanato, livraria, stands institucionais, entre outros.

Ecocriança – MS em Prosa e Verso
Local: Praça da Liberdade.
Das 20h às 22h – Abertura do espaço voltado para o público infantil, tem o objetivo de desenvolver o gosto pela leitura e pela produção literária e plástica, utilizando a literatura regional também como um meio de fortalecer a conscientização ambiental através de oficinas práticas, estimulando no público infantil o interesse por atividades culturais.

Túnel Cenográfico – O Rio Formoso
Local: Rua Pilad Rebuá.
Aberto para visitação 24h durante o Festival - Ambiente cenográfico que liga a Grande Tenda à Praça da Liberdade. São 110 metros de percurso, que permitem a sensação de caminhar no rio de águas cristalinas – Projeto cenográfico de JC Serroni.

Arte Pública
Local: Praça da Liberdade.
Das 20h às 22h.
Finalização da instalação “Um rio imaginário” com projeções de imagens com efeitos holográficos, concebidas pelo integrantes da Sagazcorp, conhecidos por suas inúmeras interferências públicas nas principais cidades do Brasil. O projeto permite sensações diversas ao visitante nos seus 25m de rio imaginário.

Arte Pública
Local: Praça da Liberdade.
Das 20h às 22h.

UMA PÁ DE IDEIAS
Sabe-se que milhares e milhares de tambores contendo resíduos tóxicos e/ou poluentes, são destinados de forma incorreta no planeta, degradando o Meio Ambiente por décadas. Hoje existem várias ações socioculturais que reaproveitam esses tambores como elemento artístico e até mesmo como meio de combate a essa degradação ambiental.
A ação Uma Pá de Ideias propõe uma intervenção no 15º Festival de Inverno de Bonito com conceito de arte pública, que consiste primeiramente em uma instalação com projeção mapeada em tambores de óleo empilhados. As imagens dessa projeção irão misturar animações abstratas e figurativas, chamando para superfície atenção sobre as questões ambientais como: destinação de resíduos, o ser humano e o Meio Ambiente, comportamentos, e esse conceito duplo que os tambores possuem atualmente: agente poluente e meio difusor de ideias sócio-culturais-ambientais.
No sábado, a instalação será desmontada, os tambores irão receber a arte do grafite (performance ao vivo), recebendo personagens e mensagens que incentivam o conceito de sustentabilidade e Meio Ambiente. O produto final serão lixeiras coletoras que serão doadas para prefeitura e podem ser destinadas a projetos e ações de coleta seletiva em escolas, praças e espaços públicos. Intervenção urbana do Coletivo PIC (MS).

Galpão Bonito/Feira Bocaiúva
Local: Praça da Liberdade
Das 20h às 22h
Abertura da exposição e vendas de produtos de moda, design, arte contemporânea e variedades, performances de artistas e DJs de Mato Grosso do Sul e convidados .

Grande Tenda
22h30 – Show Alceu Valença - Entrada franca com retirada de ingressos na bilheteria. É o show em que Alceu apresenta sua vertente ligada ao sertão e ao agreste, sucesso absoluto no Brasil. Além de músicas que reafirmam Alceu como um renovador do cancioneiro nordestino – Coração Bobo, Embolada do Tempo, Cavalo de Pau, Forró Lunar – Alceu interpreta os mestres supremos do gênero: Luiz Gonzaga e Jackson do Pandeiro. E tome xote, baião, forró, embolada e afins.

DIA 31/07 QUINTA-FEIRA

Pavilhão das Artes
Local: Praça da Liberdade.
Das 10h às 22h.
Venda de artesanato, livraria, stands institucionais, entre outros.

Bate-papo na Praça
Local: Praça da Liberdade.
Horário: 11h.

"Os caminhos da cultura e das artes"
sinopse: abordar projetos culturais, suas realizações, vocações de entidades, associações, municípios, bem como os caminhos da arte com a participação das comunidades e escolhas pessoais aliando talento e criatividade com:
Maria Adélia Menegazzo, Doutora em Teoria Literária e Literatura Comparada pela Unesp de Assis, com pós-doutorado no Grupo de Estudos e Pesquisa “Arte&Fotografia”, do Departamento de Artes Plásticas da ECA/USP. Professora aposentada da UFMS, onde lecionou Teoria Literária e História da Arte nos Cursos de Letras, de Artes Visuais e de Arquitetura (1981-2011).
Fernando Calvozo (SP), formado em Comunicação Social (Publicidade e Propaganda) e Contabilidade. Artista Plástico, autodidata, pertence ao quadro da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo (desde 1982). Diretor de Atividades Culturais da Fundação Memorial da América Latina, e introduzido em sua programação, projetos como a Série Adoniran de MPB, Conexão Latina, Música das Américas, Festival Ibero-Americano de Teatro de São Paulo, diversas curadorias na área de artes plásticas, entre outras atividades. Atualmente é assessor de projetos para o gabinete da Secretaria de Desenvolvimento Metropolitano do Estado de São Paulo/Casa Civil.
Stefan Hofman (Suíça) - Diretor Presidente da GIRA Solidário, Promoção e Defesa da Infância e Adolescência, Presidência da organização GIRA Solidário e Coordenador Geral dos programas sociais Escola Pau-Brasil, Direito de Crescer e Papel Solidário, Diretor de Criação do Combox, Núcleo de Comunicação responsável - Curso de Especialização em Criação e Desenvolvimento de Marcas, Academia de Marketing e Comunicação, SAWI, Biel, Suíça; Curso de Especialização em Marketing para Cidades e Regiões Turísticas - Instituto de Marketing e Comércio, St. Gallen, Suíça.
Isaac de Oliveira - (BA) Artista plástico, há 30 anos escolheu Mato Grosso do Sul para viver onde, ao conhecer o Pantanal direcionou sua arte motivado pelas cores da região. É atuante no mercado da arte, em suas variadas formas de expressão. É um dos artistas que tem a maior produção de telas, objetos de design, gravuras, entre outros.

Galpão Bonito/Feira Bocaiúva
Local: Praça da Liberdade.
Das 10h às 22h.
Exposição e vendas de produtos de moda, design, arte contemporânea e variedades, performances de artistas e DJs de Mato Grosso do Sul e convidados .

Ecocriança – MS em Prosa e Verso
Local: Praça da Liberdade.
Das 13h30 às 20h.
Espaço voltado para as crianças do Festival, tem o objetivo de desenvolver o gosto pela leitura e pela produção literária e plástica, utilizando a literatura regional também como um meio de fortalecer a conscientização ambiental através de oficinas práticas, estimulando no público infantil o interesse por atividades culturais.

Túnel Cenográfico – O Rio Formoso
Local: Rua Pilad Rebuá.
Aberto para visitação 24h durante o Festival - Ambiente cenográfico que liga a Grande Tenda à Praça da Liberdade. São 110 metros de percurso, que permitem a sensação de caminhar no rio de águas cristalinas – Projeto cenográfico de JC Serroni.

Arte Pública
Local: Praça da Liberdade.
Das 17h às 22h.

UMA PÁ DE IDEIAS
Sabe-se que milhares e milhares de tambores contendo resíduos tóxicos e/ou poluentes, são destinados de forma incorreta no planeta, degradando o Meio Ambiente por décadas. Hoje existem várias ações socioculturais que reaproveitam esses tambores como elemento artístico e até mesmo como meio de combate a essa degradação ambiental.
A ação Uma Pá de Ideias propõe uma intervenção no 15º Festival de Inverno de Bonito com conceito de arte pública, que consiste primeiramente em uma instalação com projeção mapeada em tambores de óleo empilhados. As imagens dessa projeção irão misturar animações abstratas e figurativas, chamando para superfície atenção sobre as questões ambientais como: destinação de resíduos, o ser humano e o Meio Ambiente, comportamentos, e esse conceito duplo que os tambores possuem atualmente: agente poluente e meio difusor de ideias sócio-culturais-ambientais.
No sábado, a instalação será desmontada, os tambores irão receber a arte do grafite (performance ao vivo), recebendo personagens e mensagens que incentivam o conceito de sustentabilidade e Meio Ambiente. O produto final serão lixeiras coletoras que serão doadas para prefeitura e podem ser destinadas a projetos e ações de coleta seletiva em escolas, praças e espaços públicos. Intervenção urbana do Coletivo PIC (MS).

Arte Pública
Local: Praça da Liberdade.
Das 20h às 22h
Finalização da instalação “Um rio imaginário” com projeções de imagens com efeitos holográficos, concebidas pelo integrantes da Sagazcorp, conhecidos por suas inúmeras interferências públicas nas principais cidades do Brasil. O projeto permite sensações diversas ao visitante nos seus 25m de rio imaginário.

Teatro
Local: Praça da Liberdade
17h CIRCO DO MATO
Espetáculo: UM PÉ DE CIRCO
Sinopse: Um espetáculo de circo-teatro que narra a estória do Zé, um menino que é transportado por seres da natureza do mundo real para um mundo fantástico. Chegando lá ele conhece o Sr. De Grille cri-cri que lhe apresentará um desafio: encontrar a semente vermelha que o transformará para sempre!

DANÇA
Espaço Cênico
Local: Praça da Liberdade às 18h.

CIA DO MATO
Espetáculo: MONÓLOGOS DA DOR
Sinopse: O espetáculo de dança tem como temática a instalação da dor nos indivíduos. Sem especificidades, partindo do pressuposto de que esta dor não aceita ser compartilhada. Ela é solista, indivisível, tendo como aliado somente o tempo.

Música
Local: Palco Fala Bonito.

19h – Show Simão Gandhy Trio (MS).
Representante de um estilo instrumental baseado em grandes compositores, como Pixinguinha, Tom Jobim, Luiz Gonzaga e Ari Barroso, o Simão Gandhy Trio promete levar ao palco do Festival de Inverno de Bonito verdadeiros clássicos da música popular brasileira.

20h – Show Giani Torres (MS).
Dona de um repertório musical tipicamente brasileiro, Giani Torres é uma cantora que une em seu trabalho, versões de grandes compositores nacionais além de canções autorais. Com estilos mistos, sua obra parte do contemporâneo à mais tradicional música do Estado.

21h – Show Juci Ibanez (MS)
Com influências do tropicalismo, bossa nova, samba e rock, Juci Ibanez comemora seus 35 anos de carreira. Eclética e com um timbre privilegiado, lembra as grandes cantoras da música negra americana, sem deixar de lado a malícia da música brasileira.

Local: Palco da Grande Tenda
Ingressos à venda na bilheteria do local.

22h – Show João Bosco – Show “40 anos de carreira”
Desde a sua estreia, sob a benção jobiniana, num disco compacto que tinha "Agnus sei" de um lado e "Águas de março" de outro, João Bosco está completando 40 anos de carreira. Esse show celebra essa carreira recheada de sucessos, desse que é um dos maiores compositores da música popular brasileira.

23h30 - MARIA RITA – SHOW “CORAÇÃO A BATUCAR”
Sete anos depois de Samba Meu, acaba de lançar Coração a Batucar, sua segunda incursão pelo mais brasileiro dos gêneros musicais. Quer reproduzir no palco o clima que norteou a produção, que foi gravado praticamente ao vivo, em uma autêntica roda de samba.

DIA 01/08 SEXTA-FEIRA

Pavilhão das Artes
Local: Praça da Liberdade.
Das 10h às 22h.
Venda de artesanato, livraria, stands institucionais, entre outros.

Galpão Bonito/Feira Bocaiúva
Local: Praça da Liberdade.
Das 10h às 22h.
Exposição e vendas de produtos de moda, design, arte contemporânea e variedades, performances de artistas e DJs de Mato Grosso do Sul e convidados .

Ecocriança – MS em Prosa e Verso
Local: Praça da Liberdade.
Das 13h30 às 20h.
Espaço voltado para as crianças do Festival, tem o objetivo de desenvolver o gosto pela leitura e pela produção literária e plástica, utilizando a literatura regional também como um meio de fortalecer a conscientização ambiental através de oficinas práticas, estimulando no público infantil o interesse por atividades culturais.

Túnel Cenográfico – O Rio Formoso.
Local: Rua Pilad Rebuá.
Aberto para visitação 24h durante o Festival - Ambiente cenográfico que liga a Grande Tenda à Praça da Liberdade. São 110 metros de percurso, que permitem a sensação de caminhar no rio de águas cristalinas – Projeto cenográfico de JC Serroni.

INTERVENÇÃO URBANA
Local: Área do Festival.
Das 11h às 13h - CIA SENSUS
Caixas Poéticas Nesta intervenção, o ator carrega uma caixa repleta de pequenas gavetas, estimulando o público a abrir uma delas. Dentro de cada uma, pode-se encontrar o nome de um poeta, o título de uma poesia ou música, ou ainda um pequeno objeto que o ator utilizará para interpretar um texto literário. De forma chamativa, porém intimista e silenciosa, as “Caixas Poéticas” atingem pessoas de todas as idades e proporcionam uma experiência única e marcante.
Das 16h às 18h - CIA SENSUS
Kinesis uma performance “ambulante”. O público é convidado a percorrer um trajeto conduzido pelos atores que, além de guiá-los, interpretam textos, e os estimulam sensorialmente através do tato, olfato, audição e paladar. Como é característico do Grupo Sensus em seus nove anos de existência, o espectador é vendado na entrada. Nessa performance, é acompanhado por vários “atores-guias”, e percorre o trajeto se deliciando com a obra literária de vários autores consagrados. Um espetáculo que permanece “acontecendo” por várias horas, permitindo que o público tenha liberdade de entrar na hora que desejar e também repetir o trajeto quantas vezes quiser.
Pessoas com dificuldade motoras são conduzidas no trajeto em uma cadeira de rodas. Uma vez que todos são vendados na entrada e guiados pelos atores, os deficientes visuais sentem-se perfeitamente inseridos na atividade. Por serem criadas situações, semelhantes àquelas vivenciadas pelos deficientes visuais e motores, Kinesis permite também a sensibilização e tomada de consciência dos não deficientes. A forma delicada, divertida e movimentada do percurso, torna o espetáculo fascinante e estimulante para o público de todas as idades.

Cinema
Local: Salão das Acácias.
Das 15 às 16h30 – Mostra de Curtas.

MESTRE DIVINO - AS HISTÓRIAS QUE ENVOLVEM SENHORZINHO
(Bonito/MS/2013/16’)
Direção: Geisiany Garnes e Kemila Pellin.
Classificação: Livre.
Sinopse: O documentário "Mestre Divino - As histórias que envolvem Senhorzinho" conta a história de um homem que viveu na região de Bonito/MS por volta de 1940, que foi e ainda é considerado um profeta pelos moradores locais. A crença no Mestre faz com que centenas de pessoas se desloquem até sua capela para fazer orações e pedidos. "Mestre Divino" é baseado em relatos de pessoas que conviveram com Senhorzinho, resgatando fatos perdidos com o tempo e mantendo assim, o personagem vivo para que as gerações futuras possam ter acesso a ele.
*Bate-papo com as Diretoras Geisiany Garnes e Kemila Pellin.

CIRCUITO TELA VERDE
O Circuito Tela Verde – CTV é uma iniciativa do Departamento de Educação Ambiental - DEA, da Secretaria de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental - SAIC do Ministério do Meio Ambiente - MMA, realizada em parceria com a Secretaria do Audiovisual - SAv do Ministério da Cultura - MinC. O CTV promove regularmente a Mostra Nacional de Produção Audiovisual Independente, que reúne vídeos com conteúdo socioambiental para serem exibidos em todo território nacional e em algumas localidades fora do País.
Atualmente, o Circuito está na sua 5ª edição, tendo o objetivo de divulgar e estimular atividades de Educação Ambiental, por meio da linguagem audiovisual e assim fomentar a construção de valores culturais comprometidos com a sustentabilidade socioambiental.

COMUNIDADES TRADICIONAIS

AWÁ: FILHOS DA FLORESTA 1
(São Paulo/SP/2013/ 1'48”)
AWÁ: FILHOS DA FLORESTA 2
(São Paulo/SP/2013/ 2'04”)
AWÁ: FILHOS DA FLORESTA 3
(São Paulo/SP/2013/ 2'03”)
Sinopse dos vídeos: Com uma população que hoje não chega a 400 indivíduos, os índios Awá-Guajá são um dos últimos povos caçadores e coletores no Brasil. Isso significa que eles dependem diretamente da floresta para sobreviver – física e culturalmente. As terras indígenas Caru e Awa, onde eles vivem, no centro do Maranhão, são uma das últimas ilhas de floresta da região. E, justamente por isso, estão sob intenso ataque de madeireiros.

RETOMADA ALDEIA PINDO ROCKY
(Aldeia Pindo Roky/MS/2013/6’)
Produção: ASCURI – Associação Cultural de Realizadores Indígenas.
Autores: Eliel Benites e Gilmar Galache.
Direção: Eliel Benites.
Roteiro: Eliel Benites.
Sinopse: Após a morte do jovem indígena, assassinado pelo fazendeiro, indígenas da aldeia Teykue retomam parte do seu território tradicional.

RETOMADA BURITI
(Aldeia Buriti/MS/7’)
Produção: ASCURI – Associação Cultural de Realizadores Indígenas.
Autores: Eder Alcântara e Gilmar Galache.
Direção: Gilmar Galache.
Roteiro: Eder Alcântara.
Sinopse: Após retomar parte de seu território tradicional, os Terena do Buriti produzem alimentos para sua subsistência.

COMBATE AO DESMATAMENTO

DESMATAMENTO ZERO
(São Paulo/SP/ 2013/ 9'26”)
Produção: Greenpeace Brasil/Danielle Bambace.
Autores: Danielle Bambace, Nathalia Clark, Eliza Capai.
Direção: Eliza Capai.
Roteiro: Nathalia Clark.
Sinopse: A Amazônia brasileira é um mundo à parte. Mas, por trás dessa diversidade cultural e biológica, descortina-se um cenário desolador: o avanço descontrolado sobre as matas deixa um rastro de pobreza e de conflitos. Ao zerar o desmatamento, o Brasil fará sua parte para diminuir o ritmo do aquecimento global e assegurar o futuro do planeta. Este exercício de cidadania não pode ser ignorado.

CERRADO AO MEIO
(Brasília/DF/2012/10'25”)
Produção: Nonanuvem Filmes.
Direção Geral: Uliana Duarte.
Edição: Higo Coutinho e Uliana Duarte.
Sinopse: O vídeo usa a linguagem de vídeo-arte para retratar o processo de perda da vegetação do Cerrado, utilizando de depoimentos de moradores tradicionais e imagens do ciclo da destruição, causado principalmente pelo modelo agrícola insustentável instalado no bioma.

ÁGUA

DESAFOGANDO A ÁGUA
(Itapevi/SP/ 2012/13')
Produção: Alunos Agentes Ambientais do CEMEB Gov. André Franco Montoro e Adolfo Borges.
Autores: Alunos Agentes Ambientais do CEMEB Gov. André Franco Montoro.
Direção: Adolfo Borges.
Roteiro: Alunos Agentes Ambientais do CEMEB Gov. André Franco Montoro.
Sinopse: Alunos do ensino fundamental II da escola Gov. André Franco Montoro, do município de Itapevi/SP, participaram do projeto Dedo Verde na Escola, realizado pelo Instituto 5 Elementos – Educação para a Sustentabilidade - e financiado pela Instituto Eurofarma, em 2011 e 2012, como agentes ambientais. Eles se mobilizaram para produzir um vídeo documentário a respeito da questão paradoxal entre a frequente falta de abastecimento local de água e a existência de uma nascente na porta da escola.

DA NASCENTE À TORNEIRA
(Nova Lima/MG/2012/3'54”)
Produção: Associação Primo – Primatas da Montanha, Projeto Água da Rua e Instituto Cresce.
Autores: Júnia Borges, Luiza A. Oliveira, Daniela F. Machado, Izabel Stewart.
Direção: Júnia Borges.
Roteiro: Júnia Borges, Izabel Stewart.
Sinopse: O vídeo elaborado para a campanha “Fechos, eu cuido!” mostra o contexto ambiental da Estação Ecológica de Fechos, o caminho que a água percorre da nascente à torneira e a população envolvida.

INCENTIVO ÀS POLÍTICAS PÚBLICAS VOLTADAS AO REUSO DA ÁGUA E AO APROVEITAMENTO DE ÁGUA DA CHUVA
(Americana/SP/2009/ 17')
Produção: Consórcio PCJ e 3 Marias Produtora Cultural.
Autores, Direção e Roteiro: Consórcio PCJ.
Sinopse: Será que precisamos de água potável para lavar o carro, ou regar o jardim? Essa é uma das perguntas motivadoras desse vídeo, que buscou, de forma didática, demonstrar as novas tecnologias existentes para o aprimoramento da gestão dos recursos hídricos. O reuso da água e o aproveitamento de água da chuva são alternativas eficientes para o consumo mais racional da água e que já podem ser utilizadas em nosso dia a dia.

MUDANÇAS DO CLIMA

CERTIFICAÇÃO TURISMO CO2 NEUTRO – O REGISTRO DE UMA TRANSFORMAÇÃO
(Itacaré/BA/2011/17'36”)
Produção: Metrópole Verde.
Autores: Clara Almeida e Marcelo Martins Santiago.
Direção e Roteiro: Clara Almeida e Marcelo Martins Santiago.
Sinopse: Com caráter documental e institucional, este vídeo utiliza linguagem sensível para abordar e acompanhar o desenvolvimento do programa “Turismo CO2 Neutro”, uma tecnologia socioambiental que vem sendo aplicada pela ONG Movimento Mecenas da Vida, envolvendo agricultores tradicionais, empreendedores e turistas, na APA (Área de Proteção Ambiental) de Itacaré e Serra Grande, no sul da Bahia.

RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

RITOS DE RIOS E RUAS
(São Paulo/SP/2013/ 40')
Produção: Eliana Maurelli e Marcello Nascimento de Jesus.
Autores: Coletivo ALMA.
Direção e Roteiro: Mario Dalcencio Jr.
Sinopse: Uma trajetória pelas cabeceiras do rio Tietê, conhecendo pessoas e paisagens que fazem a história da região. De forma crítica e poética, a obra traz uma reflexão sobre o processo de urbanização na região e as consequências deste processo no dia a dia das comunidades.

Arte Pública
Local: Praça da Liberdade.
Das 17h às 22h.

UMA PÁ DE IDEIAS
Sabe-se que milhares e milhares de tambores contendo resíduos tóxicos e/ou poluentes, são destinados de forma incorreta no planeta, degradando o Meio Ambiente por décadas. Hoje existem várias ações socioculturais que reaproveitam esses tambores como elemento artístico e até mesmo como meio de combate a essa degradação ambiental.
A ação Uma Pá de Ideias propõe uma intervenção no 15º Festival de Inverno de Bonito com conceito de arte pública, que consiste primeiramente em uma instalação com projeção mapeada em tambores de óleo empilhados. As imagens dessa projeção irão misturar animações abstratas e figurativas, chamando para superfície atenção sobre as questões ambientais como: destinação de resíduos, o ser humano e o Meio Ambiente, comportamentos, e esse conceito duplo que os tambores possuem atualmente: agente poluente e meio difusor de ideias sócio-culturais-ambientais.
No sábado, a instalação será desmontada, os tambores irão receber a arte do grafite (performance ao vivo), recebendo personagens e mensagens que incentivam o conceito de sustentabilidade e Meio Ambiente. O produto final serão lixeiras coletoras que serão doadas para prefeitura e podem ser destinadas a projetos e ações de coleta seletiva em escolas, praças e espaços públicos. Intervenção urbana do Coletivo PIC (MS).

ARTE DE RUA
Local: Praça da Liberdade.
Horário:17h.
MARIANA PIZA – “Formas-me”- é uma intervenção que busca materializar os resíduos resultantes das relações humanas. A atriz fica em exposição vestida com um macacão de peças de LEGO. O público torna-se construtor da obra quando se relaciona com ela, encaixando outras peças no macacão, compondo a forma que eles gostariam que a artista tivesse.

TEATRO

Espaço Cênico
Local: Praça da Liberdade
Horário:18h.
CAIO STOLAI - Circo Poeira
O Circo Poeira é um espetáculo que mescla linguagem de Circo, Teatro e Boneco. Ele conta de maneira poética e divertida a história do circo através das recordações de um “Velho Mestre”. Esse personagem que é o narrador da história relembra o auge do seu Circo e dessa forma surgem do fundo de sua memória os números que compõem o espetáculo. O público se deleita com a leveza dos Elefantes e a destreza de seus acrobatas. Diverte-se com o chinês equilibrista de pratos. Encanta-se com a bela bailarina. Ri com as maluquices do Malabarista e as peripécias do Capoeirista pirofagista. E presta ainda uma homenagem ao “respeitável público”. Pois o que seria o circo sem o público? O espetáculo foi concebido por Caio Stolai e Beto Lima, sendo Caio Stolai também o intérprete. A trilha sonora idealizada também por Caio Stolai é original e delicada. Durante os 50 minutos de apresentação viajamos para o universo intimista e nostálgico do “Velho Mestre” que garante a emoção a todas as idades.

ARTE DE RUA
Local: Praça da Liberdade.
Horário: 20h.
MARIANA PIZA – "Cora-me" Com um vestido com leds vermelhos e munida de um estetoscópio e um par de caixa de som procurando pessoas que deixem ela expor seu coração "ao mundo", que deixe tornar visível o seu mais íntimo som. O estetoscópio está conectado às caixas de som, desta forma, o som do coração da pessoa que interage na performance é ouvido pelas pessoas que assistem a interação. Além disso, as luzes do vestido piscam de acordo com as batidas do coração.

TEATRO
Local: Salão das Acácias
Horário: 19h.
MANDI’O
Espetáculo: ARA PYAHU – DESCAMINHOS DO CONTAR-SE
Sinopse: Ñanderu e Ñandesy, nosso primeiro pai e nossa primeira mãe esticaram a terra como um espreguiçar de corpos, e assopraram na língua da origem o nome que cada coisa deveria ser. Depois se pintaram na cor de urucum se preparando para os tempos futuros de jaguaretê, de escravidão e espalhamento. Ara Pyahu conta a história dos indígenas Guarani Kaiowá, que transita entre nós e eles, mitos e notícias, dança e teatro, paços e caminhadas.

ARTE DE RUA
Local: Praça da Liberdade
Horário: 21h30
MUSTACHE E OS APACHES - nasceu da simbiose criativa de cinco excêntricos músicos que também atuam em vários campos da arte como o circo, artes plásticas, cinema e literatura. Inspirados inicialmente pelas Jug Bands norte-americanas e pelos espetáculos do Circo Vaudeville, iniciaram seu projeto apresentando-se nas ruas de São Paulo e logo destacaram-se por serem capazes de transformar qualquer lugar da cidade em um espaço para shows. A banda é formada pelos gaúchos Pedro Pastoriz (voz, violão e banjo), Tomás Oliveira (contrabaixo acústico e voz), Axel Flag (voz e percussão), Jack Rubens (bandolim) e pelo mineiro Lumineiro, que toca o original Washboard (uma antiga tábua de lavar roupa).

Música
Local: Palco Fala Bonito

19h – Show Iucatan (MS) Iucatan é composto por multiinstrumentistas da música erudita, que pesquisam sua fusão com a música popular e regional, como os ritmos pantaneiros a polca e o chamamé, além de utilizar sons brasileiros como o baião, choro, rock progressivo e o maracatu.

20h – Show VANGUART Destaque entre as novas revelações da música brasileira, a banda cuiabana apresenta o show “Muito mais que o amor” e promete fazer história nessa apresentação inédita.

Local: Palco da Grande Tenda
Ingressos à venda na bilheteria do local.

22h– Show JOTA QUEST “Funky Funky Boom Boom”
Após estrear com "casa cheia" no Rio de Janeiro (Fundição Progresso) e São Paulo (Citibank Hall), em noites memoráveis, os mineiros do Jota Quest apresentam agora por aqui o seu "Baile da Pesada", calcado na onda dançante que embala o seu novo álbum de estúdio "Funky Funky Boom Boom”, o sétimo da carreira, que traz, além do repertório inédito, novos arranjos para grandes hits da banda.

00:00 – SHOW SEU JORGE Um dos músicos brasileiros mais prestigiados no exterior, Seu Jorge desembarca em Bonito com a turnê de seu último disco de estúdio, intitulado "Músicas para Churrasco". O álbum, lançado em 2013, foi vencedor do Grammy Latino, na categoria "Melhor Álbum Pop". O trabalho reúne uma mistura de samba, funk, groove e metais. Além das novas músicas, o cantor promete um repertório com hits como "Burguesinha" e "Mina do Condomínio".

DIA 02/08 SÁBADO

Pavilhão das Artes
Local: Praça da Liberdade.
Das 10h às 22h.
Venda de artesanato, livraria, stands institucionais, entre outros.

Galpão Bonito/Feira Bocaiúva
Local: Praça da Liberdade.
Das 10h às 22h.
Exposição e vendas de produtos de moda, design, arte contemporânea e variedades, performances de artistas e DJs de Mato Grosso do Sul e convidados.

Ecocriança – MS em Prosa e Verso
Local: Praça da Liberdade.
Das 13h30 às 20h.
Espaço voltado para as crianças do Festival, tem o objetivo de desenvolver o gosto pela leitura e pela produção literária e plástica, utilizando a literatura regional também como um meio de fortalecer a conscientização ambiental através de oficinas práticas, estimulando no público infantil o interesse por atividades culturais.

Túnel Cenográfico – O Rio Formoso
Local: Rua Pilad Rebuá
Aberto para visitação 24h durante o Festival - Ambiente cenográfico que liga a Grande Tenda à Praça da Liberdade. São 110 metros de percurso, que permitem a sensação de caminhar no rio de águas cristalinas – Projeto cenográfico de JC Serroni.

Arte Pública
Local: Praça da Liberdade.
Das 0h às 22h.
Exposição da instalação “Um rio imaginário” com projeções de imagens do Rio Formoso em efeitos holográficos, concebidas pelo integrantes da Sagazcorp – conhecidos por suas inúmeras interferências públicas nas principais cidades do Brasil. O projeto permite sensações diversas ao visitante nos seus 25m de rio imaginário.

INTERVENÇÃO URBANA
Local: Área do Festival.
Das 11h às 13h - CIA SENSUS - Caixas Poéticas.
Nesta intervenção, o ator carrega uma caixa repleta de pequenas gavetas, estimulando o público a abrir uma delas. Dentro de cada uma, pode-se encontrar o nome de um poeta, o título de uma poesia ou música, ou ainda um pequeno objeto que o ator utilizará para interpretar um texto literário. De forma chamativa, porém intimista e silenciosa, as “Caixas Poéticas” atingem pessoas de todas as idades e proporcionam uma experiência única e marcante.
Das 16h às 18h - CIA SENSUS – Kinesis.
Kinesis uma performance “ambulante”. O público é convidado a percorrer um trajeto conduzido pelos atores que, além de guiá-los, interpretam textos e os estimulam sensorialmente através do tato, olfato, audição e paladar. Como é característico do Grupo Sensus em seus nove anos de existência, o espectador é vendado na entrada. Nessa performance, é acompanhado por vários “atores-guias”, e percorre o trajeto se deliciando com a obra literária de vários autores consagrados. Um espetáculo que permanece “acontecendo” por várias horas, permitindo que o público tenha liberdade de entrar na hora que desejar e também repetir o trajeto quantas vezes quiser. Pessoas com dificuldade motoras são conduzidas no trajeto em uma cadeira de rodas. Uma vez que todos são vendados na entrada e guiados pelos atores, os deficientes visuais sentem-se perfeitamente inseridos na atividade. Por serem criadas situações, semelhantes àquelas vivenciadas pelos deficientes visuais e motores, Kinesis permite também a sensibilização e tomada de consciência dos não deficientes. A forma delicada, divertida e movimentada do percurso, torna o espetáculo fascinante e estimulante para o público de todas as idades.

Cinema
Local: Salão das Acácias.
Das 15 às 18h30 – Mostra de Curtas.

MESTRE DIVINO - AS HISTÓRIAS QUE ENVOLVEM SENHORZINHO
(Bonito/MS/2013/16’)
Direção: Geisiany Garnes e Kemila Pellin.
Classificação: Livre.
Sinopse: O documentário "Mestre Divino - As histórias que envolvem Senhorzinho" conta a história de um homem que viveu na região de Bonito/MS por volta de 1940, que foi e ainda é considerado um profeta pelos moradores locais. A crença no Mestre faz com que centenas de pessoas se desloquem até sua capela para fazer orações e pedidos. "Mestre Divino" é baseado em relatos de pessoas que conviveram com Senhorzinho, resgatando fatos perdidos com o tempo e mantendo assim, o personagem vivo para que as gerações futuras possam ter acesso a ele.
*Bate-papo com as Diretoras Geisiany Garnes e Kemila Pellin.

MOSTRA SUPERFÍCIE VIVA

EPISÓDIO 1
(Vídeo Arte/2013/2’)
Produção: Isadora Machado.
Corpo: Anna Leal.
Edição e Arte: Brunno de Paula.

EPISÓDIO 2
(Vídeo Arte/2013/2’59”)
Produção: Vitor Mareco.
Corpo: Ariadne Farinéa.
Edição e Arte: Brunno de Paula.

EPISÓDIO 3
(Vídeo Arte/2013/4’)
Produção: Muriel Xavier.
Corpo: Mari Barbosa.
Edição e Arte: Brunno de Paula.

CIRCUITO TELA VERDE
O Circuito Tela Verde – CTV é uma iniciativa do Departamento de Educação Ambiental -DEA, da Secretaria de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental - SAIC do Ministério do Meio Ambiente - MMA, realizada em parceria com a Secretaria do Audiovisual - SAv do Ministério da Cultura - MinC. O CTV promove regularmente a Mostra Nacional de Produção Audiovisual Independente, que reúne vídeos com conteúdo socioambiental para serem exibidos em todo território nacional e em algumas localidades fora do País.
Atualmente, o Circuito está na sua 5ª edição, tendo o objetivo de divulgar e estimular atividades de Educação Ambiental, por meio da linguagem audiovisual e assim fomentar a construção de valores culturais comprometidos com a sustentabilidade socioambiental.

UNIDADES DE CONSERVAÇÃO

ÚLTIMOS REFÚGIOS: ITAÚNAS
(Itaúnas/ES/2012/ 23'25”)
Produção: Instituto Últimos Refúgios.
Direção: Yuri Salvador.
Roteiro: Yuri Salvador, Reinaldo Guedes e Gustavo Senna.
Sinopse: O documentário traz ao espectador depoimentos de habitantes da pequena vila instalada no entorno do parque, dentre estes: pescadores, biólogos e ambientalistas.

ÚLTIMOS REFÚGIOS: RESERVA BIOLÓGICA DE DUAS BOCAS
(Cariacica/ES/2013/25'42”)
Produção: Felipe Mattar.
Direção: Alexandre Barcelos.
Roteiro: Raphael Gaspar e Reinaldo Guedes.
Sinopse: O documentário trata do tema água e biodiversidade e destaca uma das principais características da Reserva Biológica de Duas Bocas que é a preservação de recursos hídricos.

RESÍDUOS SÓLIDOS

TERRA, CUIDE DESSA BOLA
(Juiz de Fora/MG/2012/ 11'06”)
Produção: Agente QUE FEZ – Animações.
Autores: Cacinho (Acacio Alves Pinto Junior).
Direção e Roteiro: Cacinho.
Sinopse: O envolvimento e o cuidado com o Meio Ambiente, numa crítica ao consumo e ao desperdício. Dois meninos, um idoso e a bola, que serve de elo entre eles, passam a mensagem que temos que repensar nossos hábitos e costumes, para que nossos filhos possam ter um planeta sustentável.

1ª MOSTRA DE VÍDEOS CURTA AMBIENTAL – “UMA CHANCE PARA O FUTURO” E “LIXO RURAL: DO PROBLEMA À SOLUÇÃO”
(Guaçuí/ES/2013/ 12')
Direção: Alunos das redes de ensino municipal, estadual e particular do Município de Guaçuí/ES.
Sinopse dos vídeos: A Mostra de Vídeos – Curta Ambiental é resultado do processo colaborativo da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e escolas municipais, estaduais e particulares, tendo por objetivo propiciar o reconhecimento da realidade vivenciada, com geração e destinação de resíduos sólidos, a percepção ambiental e a discussão de possíveis mudanças dessa realidade cotidiana dos municípios. Na primeira edição (2013), as atividades implementadas envolveram 957 pessoas.

BIODIVERSIDADE

DEVIR-ANIMAL
(Rio Grande/ Rio/2010/ 01'55”)
Produção e Direção: Cláudio Azevedo.
Sinopse: Uma cena experimental que pretende acionar sentimentos latentes que possam sensibilizar, despertando novos deveres e outros entendimentos e dimensões sobre a vida.

ALBATROZ – UM PROJETO PELA VIDA
(Santos/SP/2013/39')
Produção: Framewave Produções – Produtoras: Rose Bezerra e Tuani Pereira.
Direção: Raquel Pellegrini.
Roteiro: Edison Delmiro e Raquel Pellegrini.
Sinopse: “Albatroz – um projeto pela vida” aborda as características de albatrozes e petréis – aves oceânicas ameaçadas de extinção –, as causas de sua mortalidade pela pesca de espinhel, as medidas para evitar sua captura e as ações nacionais e internacionais de conservação. Também são apresentadas as atividades de educação ambiental marinha, além de depoimentos de pescadores, armadores de pesca, do Governo Federal e da Petrobrás.

SALVEM OS SAPOS! 2013
(Santo Antônio do Itambé/MG/2013/06'55”)
Produção: Instituto Biotrópicos.
Autores, Direção e Roteiro: Michel Becheleni.
Sinopse: Em sua 4ª edição, o projeto de educação ambiental “Salvem os Sapos!”, do Instituto Biotrópicos, amplia seus horizontes e chega a mais cinco municípios. Mais de 100 alunos da rede pública de ensino estiveram presentes nas atividades em Santo Antônio do Itambé, Minas Gerais, e aprenderam um pouco mais sobre sapos, rãs e pererecas: esclareceram suas dúvidas, descobriram cores, formas e sons, e ainda desvendaram fatos e mitos sobre os anfíbios.

ARTE DE RUA

Local: Praça da Liberdade Horário: 16h. MARIANA PIZA – “Formas-me”- é uma intervenção que busca materializar os resíduos resultantes das relações humanas. A atriz fica em exposição vestida com um macacão de peças de LEGO. O público torna-se construtor da obra quando se relaciona com ela, encaixando outras peças no macacão, compondo a forma que eles gostariam que a artista tivesse.

DANÇA
Local: Av. Pilad Rebuá – Feira Bocaiúva
Horário: 16h
FUNK-SE
Espetáculo: MOSAICO URBANO
Sinopse: O espetáculo de dança de rua se propõe a um desafio - mostrar diferentes visões de criação coreográfica a partir da ideia de juntar pequenos quadros, para se conseguir um resultado no todo, «mosaico urbano» passeia pelos diversos estilos das danças urbanas.

ARTE DE RUA
Horário: 16h30
Grua | Gentlemen de Rua
Na performance Corpos de Passagem, o grupo Grua – Gentlemen de Rua, apresenta 06 homens/executivos que exploram as possibilidades do improviso num trajeto determinado e transformam a relação plateia|palco|rua|artista, propondo uma outra forma de se apropriar dos espaços públicos ou privados, levando o público presente ou passante a se surpreender e a se instigar.

ARTE DE RUA
Local: Praça da Liberdade.
Horário:17h.
MUSTACHE E OS APACHES - Nasceu da simbiose criativa de cinco excêntricos músicos que também atuam em vários campos da arte como o circo, artes plásticas, cinema e literatura. Inspirados inicialmente pelas Jug Bands norte-americanas e pelos espetáculos do Circo Vaudeville, iniciaram seu projeto apresentando-se nas ruas de São Paulo e logo destacaram-se por serem capazes de transformar qualquer lugar da cidade em um espaço para shows. A banda é formada pelos gaúchos Pedro Pastoriz (voz, violão e banjo), Tomás Oliveira (contrabaixo acústico e voz), Axel Flag (voz e percussão), Jack Rubens (bandolim) e pelo mineiro Lumineiro, que toca o original Washboard (uma antiga tábua de lavar roupa).

Arte Pública
Local: Praça da Liberdade
Das 17h às 22h

UMA PÁ DE IDEIAS
Sabe-se que milhares e milhares de tambores contendo resíduos tóxicos e/ou poluentes, são destinados de forma incorreta no planeta, degradando o Meio Ambiente por décadas. Hoje existem várias ações socioculturais que reaproveitam esses tambores como elemento artístico e até mesmo como meio de combate a essa degradação ambiental.
A ação Uma Pá de Ideias propõe uma intervenção no 15º Festival de Inverno de Bonito com conceito de arte pública, que consiste primeiramente em uma instalação com projeção mapeada em tambores de óleo empilhados. As imagens dessa projeção irão misturar animações abstratas e figurativas, chamando para superfície atenção sobre as questões ambientais como: destinação de resíduos, o ser humano e o Meio Ambiente, comportamentos, e esse conceito duplo que os tambores possuem atualmente: agente poluente e meio difusor de ideias sócio-culturais-ambientais.
No sábado, a instalação será desmontada, os tambores irão receber a arte do grafite (performance ao vivo), recebendo personagens e mensagens que incentivam o conceito de sustentabilidade e Meio Ambiente. O produto final serão lixeiras coletoras que serão doadas para prefeitura e podem ser destinadas a projetos e ações de coleta seletiva em escolas, praças e espaços públicos. Intervenção urbana do Coletivo PIC (MS).

TEATRO
Espaço Cênico
Local: Praça da Liberdade.
Horário: 17h30.

GRUPO XPTO – Espetáculo: Lorca Aleluia Erótica. Baseada na vida e obra do espanhol Federico Garcia Lorca (1898–1936), é resultado da pesquisa realizada em 2006, por ocasião dos 70 anos da morte do poeta e dramaturgo. A montagem traz fragmentos de obras nunca apresentadas no Brasil como O Público ou pouco conhecidas por aqui como Assim que passarem cinco anos, Amor de Dom Perlimplin com Belisa em seu jardim e A Donzela, o Marinheiro e o Estudante, e ainda 17 poemas transformados em canções. O resultado é o encontro apaixonado com um dos grandes artistas do século XX, através de uma experiência intensa e provocadora.

Arte Pública
Local: Praça da Liberdade,
Das 20h às 22h.
Exposição da instalação “Um rio imaginário” com projeções de imagens do Rio Formoso em efeitos holográficos, concebidas pelo integrantes da Sagazcorp – conhecidos por suas inúmeras interferências públicas nas principais cidades do Brasil. O projeto permite sensações diversas ao visitante nos seus 25m de rio imaginário.

ARTE DE RUA

Horário: 20h
Grua | Gentlemen de Rua
Na performance Corpos de Passagem, o grupo Grua – Gentlemen de Rua, apresenta 06 homens/executivos que exploram as possibilidades do improviso num trajeto determinado e transformam a relação plateia|palco|rua|artista, propondo uma outra forma de se apropriar dos espaços públicos ou privados, levando o público presente ou passante a se surpreender e a se instigar.
FICHA TÉCNICA
Direção: Jorge Garcia, Osmar Zampieri e Willy Helm.
Grueiros | performers: Allyson do Amaral, André Graça, Fernando Lee, Fernando Oliveira, Osmar Zampieri e Roberto Alencar.
Figurino: João Pimenta.
Captação e Edição de Vídeo: Osmar Zampieri.
Realização | Festival de Bonito: Som de Maresia produção e arte.

TEATRO
Local: Salão das Acácias
Horário: 19h.
TERRITÓRIO SIRIUS – Espetáculo: Joelma (BA).
Joelma conta a história de uma mulher, nascida no corpo de um homem. Nos trinta anos que vive no sul do País, muda o corpo e realiza a cirurgia de redesignação sexual, por fim retorna para Ipiaú (BA), sua cidade nata. Para além dos aspectos sobre a sexualidade e gênero, a narrativa também apresenta a trajetória religiosa da personagem, que hoje, aos 69 anos vive numa casa, que é um misto de centro espiritualista e igreja. Outro elemento marcante do espetáculo é o assassinato que estabelece uma trama policial na história.
Classificação 16 anos.

ARTE DE RUA
Local: Praça da Liberdade.
Horário: 21h30.
MARIANA PIZA – “Cora-me” Com um vestido com leds vermelhos e munida de um estetoscópio e um par de caixa de som procurando pessoas que deixem ela expor seu coração "ao mundo", que deixe tornar visível o seu mais íntimo som. O estetoscópio está conectado às caixas de som, desta forma, o som do coração da pessoa que interage na performance é ouvido pelas pessoas que assistem a interação. Além disso, as luzes do vestido piscam de acordo com as batidas do coração.

Música
Local: Palco Fala Bonito.

19h – Show Bianca Bacha (MS)
Revelação da nova geração de artistas sul-mato-grossenses, com influências musicais de Billie Holliday, Amy Winehouse, Norah Jones, Gal Costa e Elis Regina, Bianca Bacha promete encantar e surpreender o público com o seu estilo marcante.

20h - Tulipa Ruiz
Com Efêmera, álbum de estreia lançado em 2010, teve o disco colocado entre os melhores da década pelo jornal Folha de S. Paulo, eleito o melhor do ano pela revista Rolling Stone, levou a estatueta de melhor cantora do Prêmio Multishow em 2011, conquistou uma leva de fãs que inclui David Byrne, a música Só Sei Dançar com Você foi tema da novela Cheias de Charme e a faixa-título foi trilha de jogo de videogame da Fifa. Em mais de dois anos de estrada, foram 150 shows só no Brasil – além de turnês internacionais que incluíram países como Argentina, Colômbia, Estados Unidos, Dinamarca, Portugal, Itália e Inglaterra.

Local: Palco da Grande Tenda Ingressos à venda na bilheteria do local.

22h – Show Lulu Santos
Um dos artistas que fizeram mais história no Festival de Bonito, volta com sua nova turnê “Toca mais Lulu”. Envolto por cenários de inspiração óptico, direção de arte de Karen Araújo, luz de Césio Lima, figurino de Claudia Kopke e com direção musical do próprio cantor, o show segue com um repertório de muitos sucessos - Tudo azul, Já é!, Tempos modernos, A cura, Sábado a noite, Toda forma de Amor, Adivinha o quê?, Apenas mais uma de amor, Como uma Onda, Último romântico, que, como sempre, não vai deixar ninguém parado!

00:00h – Show TITÃS
Depois de um ano em que comemoraram seus 30 anos de carreira, os Titãs preparam um novo disco para ser lançado em 2014. Enquanto isso, continuam viajando pelo Brasil fazendo aquilo que mais gostam de fazer: tocar e cantar. No palco, Branco Mello (voz e baixo), Paulo Miklos (voz e guitarra), Sérgio Britto (voz, teclado e baixo), Tony Bellotto (guitarra) e o músico convidado Mario Fabre (bateria) prometem um show de tirar o fôlego, lembrando seus maiores sucessos, como “Go Back”, “Polícia”, “Lugar Nenhum”, “Flores” e “O Pulso”, entre outras.

03/08 DOMINGO

Pavilhão das Artes
Local: Praça da Liberdade
Das 10 às 19h - Venda de artesanato, livraria, stands institucionais, entre outros.

Galpão Bonito - Feira Bocaiuva
Local: Praça da Liberdade.
Das 10 às 19h.
Exposição e vendas de produtos de moda, design, arte contemporânea e variedades, performances de artistas e DJs de Mato Grosso do Sul e convidados.

Túnel Cenográfico – O Rio Formoso
Local: Rua Pilad Rebuá.
Aberto para visitação até as 19h durante o Festival - Ambiente cenográfico que liga a Grande Tenda à Praça da Liberdade. São 110 metros de percurso, que permitem a sensação de caminhar no rio de águas cristalinas – Projeto cenográfico de JC Serroni.

Arte Pública
Local: Praça da Liberdade até as 19h.
Exposição da instalação “Um rio imaginário” com projeções de imagens do Rio Formoso em efeitos holográficos, concebidas pelo integrantes da Sagazcorp – conhecidos por suas inúmeras interferências públicas nas principais cidades do Brasil. O projeto permite sensações diversas ao visitante nos seus 25m de rio imaginário.

Música
Local: Palco Fala Bonito - Praça da Liberdade
17h - Show Infantil Turma da Mônica - Um plano para salvar o planeta.
Show: Um plano para salvar o planeta.

Tag3 - Desenvolvimento Digital